Praias paradisíacas

Viajar para praias em ilhas paradisíacas

Apesar de toda a intervenção humana, ainda se encontram algumas praias paradisíacas, em várias ilhas no mundo. A CNN seleccionou algumas das melhores praias, autênticos paraísos, muitas delas protegidas a nível mundial, outras quase inacessíveis e, por isso, encontram-se no seu estado mais puro.



  • Whitehaven Beach

Situa-se nas ilhas Whitsunday, na Austrália. Esta praia paradisíaca já foi premiada em várias categorias, desde limpeza, recuperação de recursos e protecção ambiental.

Whitehaven Beach

Whitehaven Beach - Austrália

Trata-se da maior praia de uma cadeia de 74 ilhas. As autoridades locais limitaram o acesso aos visitantes que necessitam de um guia turístico detalhado para poderem descobrir a ilha.

  • Península de Osa

Conhecida como o pulmão da Terra, na Península de Osa emerge uma densa floresta. É um local onde a natureza vive no seu estado puro. Metade das 500 mil espécies de flora e fauna da Costa Rica podem ser encontradas aqui.

Península de Osa

Península de Osa - Costa Rica

Nesta zona, a não perder está também a Playa Matapalo, de areia cinzenta. Popular entre os surfistas, está também associada a um projecto de protecção das tartarugas marinhas.

  • Hanauma Bay Nature Preserve

O Hanauma Bay Nature Preserve, localiza-se em Oahu, no Havai. Este local nem sempre foi uma maravilha da natureza.

Hanauma Bay Oahu

Hanauma Bay Oahu - Havai

As autoridades locais tiveram de impor regras apertadas aos banhistas, sobretudo onde se encontra uma cratera vulcânica, desde 1990. É também aqui que funciona o primeiro centro de Conservação da Vida Marinha do Havai. As entradas são limitadas e os visitantes têm a oportunidade de ver um vídeo educativo sobre a preservação do frágil ecossistema.

  • Koh Libong

Muitas praias da Tailândia foram invadidas por turistas, mas há ainda quem se preocupe com a sustentabilidade ecológica e com o ecoturismo do país.

Koh Libong

Koh Libong - Tailândia

Koh Libong, situada em Trang, é a maior ilha da província e foi devidamente protegida com a ajuda de ambientalistas suecos. Como não recebe muitos turistas, pelas praias ainda passeiam caranguejos, aves e tartarugas.

  • Islas Cies

Bem perto do Norte de Portugal estão as espanholas Islas Cies. A areia branca destas ilhas paradisíacas é apenas uma senha de entrada para um refúgio de uma natureza dominada por gaivotas.

Islas Cies

Islas Cies - Espanha

Com um número de visitantes limitado, os carros são proibidos e também as dormidas estão restringidas a um mini parque de campismo. Apesar de se situarem em pleno Oceano Atlântico, a água é calma como se de um lago se tratasse.

  • Fernando de Noronha

A ilha de Fernando de Noronha, no Brasil, é uma reserva ecológica marinha protegida, e apenas 420 turistas estão autorizados a aceder à praia ao mesmo tempo. Quem tem a oportunidade de conhecer este recanto da natureza, tem 15 praias paradisíacas de água azul e areia branca para estender a toalha.

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha - Brasil

A Baía do Sancho, rodeada de muralhas naturais, é um dos pontos mais virgens e isolados da ilha. Acessível só por uma escada encravada na fenda de uma rocha, é um local que junta aventura à natureza.

  • Oswald State Park West

Aventura é o que não falta também à praia de Oswald State Park West, em Oregon, nos EUA, já que há numerosos caminhos para ali chegar, todos eles rodeados por um bosque de grandes e velhas árvores, o que torna o trajecto labiríntico. 

Oswald State Park West

Oswald State Park West - Estados Unidos

Esta praia paradisíaca está cercada por montanhas, o que provoca nos visitantes uma sensação de isolamento em relação ao resto do mundo.

  • Goosewing Beach

Já em Rhode Island, a Goosewing Beach é uma praia rodeada por dunas e que é protegida pelo centro de conservação da natureza daquela região.

Goosewing Beach

Goosewing Beach - Estados Unidos

A ideia é zelar pela protecção das aves marinhas que lá habitam, que estão em perigo de extinção.

Se conhecerem outras praias paradisíacas poderão utilizar a caixa de comentários para as divulgar.

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *