Solstício de Verão

O que é o solstício de Verão

O solstício de Verão na astronomia é o momento em que o Sol, durante o seu movimento aparente na esfera celeste, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do equador. Os solstícios acontecem 2 vezes por ano: em dezembro (solstício de Inverno) e em junho (solstício de Verão). O dia e a hora exatos variam de ano para ano. Quando ocorre o solstício de Verão significa que temos o dia mais longo do ano. De igual modo, quando ocorre o solstício de Inverno, significa que temos a noite mais longa do ano, em termos de duração.



No hemisfério norte o solstício de Verão acontece no dia 21 de junho e o solstício de Inverno no dia 21 de dezembro. Estas duas datas marcam o início das respectivas estações do ano neste hemisfério. Já no hemisfério sul, o fenómeno é simétrico: o solstício de Verão acontece em dezembro e o solstício de Inverno acontece em junho. Os momentos exatos dos solstícios, que também marcam as mudanças de estação, são conseguidos através de cálculos astronómicos.

Solstício de Verão 2011 em Portugal

O solstício de Verão, que ocorrerá em Portugal às 0h59 do dia 21 de Junho, terá um conjunto de celebrações ao longo do fim-de-semana, numa iniciativa inédita, onde a ciência, o desporto, a música e os contadores de histórias vão conviver e recriar o que há mais de dois mil anos foi descoberto – o raio da Terra.
Foi no solstício de Verão, que marca também o início da estação estival no hemisfério Norte, que o sábio grego Eratóstenes, utilizando as sombras projectadas pelo Sol em dois locais do actual Egipto e cálculos geométricos muito simples, foi capaz de determinar o raio da Terra com uma extrema precisão.
Para comemorar este feito, os Centros Ciência Viva de Estremoz e de Constância e a Câmara Municipal de Estremoz resolveram associar-se num conjunto de actividades que vão permitir que jovens em todo o país, não só recriem a experiência de Eratóstenes, “mas também percebam que muitos dos avanços científicos que permitiram o desenvolvimento tecnológico actual resultaram mais da intuição genial de alguns cientistas do que de complicadas experiências ou do recurso a cálculos e equipamentos muito sofisticados”, salienta o coordenador do Centro Ciência Viva de Estremoz, Rui Dias.

Solstício de Verão

No sábado (dia 21), em vários locais públicos de todo o país, entre as 10h00 e as 15h00 irão ser realizadas medições relacionadas com a trajectória solar que serão disponibilizadas em tempo real na Internet. Entre as 15h00 e as 17h00, todos os locais que participam nesta actividade irão utilizar os dados recolhidos para a determinação de algumas das principais dimensões da Terra.

Para Rui Dias, também docente da Universidade de Évora, no ano em que se comemora o Ano Internacional do Planeta Terra, “esta é sem dúvida uma forma de ficarmos a conhecer melhor o planeta onde habitamos”.

Neste sentido, o culminar desta actividade coincide com uma volta em bicicleta ao “Sistema Solar à escala do concelho de Estremoz”, um dos quatro sistemas solares à escala existentes em todo o mundo. O início deste passeio científico está agendado para as 18h00 do dia 21, estando o fim previsto para as 13h00 de domingo (dia 22).

Pelo meio haverá um acampamento, em plena planície alentejana, onde haverá uma observação do céu nocturno orientada pelo professor Máximo Ferreira, do Centro Ciência Viva de Constância, música e contos com os astros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *